.

.

10 outubro 2015

Porque o bocejo é contagioso ?



Oi Mochileiros,

Tudo bem?

O titulo do post veio do nome de um dos meus livros favoritos da autora e neurocientista Suzana Herculano-Houzel, não sei se vocês iram se recordar de um quadro que passava no Fantástico chamado NeuroLÓGICA , esse livro foi o que deu origem ao quadro, quem apresentava era a própria Suzana, basicamente o livro e o quadro respondem de forma simples, mas ao mesmo tempo em termos científicos, o porque de certas coisas que a gente sempre quis saber como acontece, mas nunca soube onde procurar a resposta. Como por exemplo :

  • Porque o bocejo é contagioso?
  • Porque sofremos com filmes que sabemos ser de ficção?
  • Porque sentimos saudade?
  • Porque choramos?
  • Porque roemos as unhas?
  • Porque comer dá sono?              
Para quem gosta de saber o porque das coisas, ou entender como funciona o corpo humano de uma forma divertida e fácil, o livro é um prato cheio. Recomendadíssimo!
Vou colocar abaixo o texto que responde a pergunta no titulo do post.

Porque o bocejo é contagioso?


Na verdade,não é só o bocejo que é contagioso; ele é apenas mais um tipo de comportamento por imitação, embora seja especial por nos escapar ao controle e ser extraordinariamente difícil, se não impossível, de suprimir. Graças ao acionamento automático dos neurônios-espelho no cérebro, como você acaba de ver, todas as ações que vemos alguém fazer á nossa frente são automaticamente imitadas por nós - ao menos em pensamento. Nosso cérebro ensaia mentalmente, com esses neurônios, os passos de dança ou o saque de tênis que vê o professor fazer, repete silenciosamente o gesto de girar a chave da fechadura ou quer nos reclinar na cadeira quando vê a pessoa à nossa frente fazer isso.

Se não somos macacos de imitação em permanência é porque um sistema poderoso de inibição de ações inapropriadas, que envolve o córtex pré-frontal, nos impede de levar a cabo todas as ações que os neurônios-espelho preparam automaticamente por imitação. A ação velada desses neurônios é suficiente para que eles nos sirvam para ler as intenções e as ações dos outros, sem que cheguem a causar, de fato, o mesmo comportamento. Algumas ações, no entanto, escapam ao controle pré-frontal. O bocejo, por exemplo, é um conjunto de ações reguladas pelo hipotálamo, uma estrutura na parte de baixo do cérebro, bem distante da influência das regiões mais anteriores do córtex.

Ao que tudo indica, do mesmo modo que os neurônios-espelho pré-motores, os neurônios do circuito que leva ao bocejo podem ser ativados tanto por necessidades internas, como falta de oxigênio, quanto porque vimos alguém bocejar ou lemos a palavra "bocejo". (Aliás,a esta altura você provavelmente já começou a bocejar lendo este texto!) Assim com todos os caminhos levam a Roma, todas as idéias associadas com o circuito do bocejo são capazes de ativá-lo. À diferença de imitar um passo de dança ou fazer qualquer outra ação com pés ou mãos que vemos alguém fazer, no entanto, uma vez ativado o circuito do bocejo não tem quem o iniba. O resultado você conhece: o bocejo "pega".

E qualquer outro comportamento que não esteja sujeito ao mesmo controle também é contagioso. Se você ouve as palavras"inspire profundamente", seu cérebro prepara os neurônios do bulbo, outra estrutura bem distante do controle inibitório pré-frontal, para inspirar profundamente.Com tanta preparação, você acaba assumindo autoria do comportamento preparado e vai sentindo cada vez mais vontade de inspirar profundamente, até que a tal inspiração profunda se torna irresistível.(E aí,já respirou profundamente?) É possível que tanto contágio comece, na verdade, com aqueles neurônios-espelho. Pessoas altamente empáticas, que têm neurônios-espelho especialmente sensíveis ás ações alheias, são também as que mais facilmente"contraem" vontades irresistíveis de bocejar ou respirar profundamente só de ver alguém fazer isso.

A Suzana mantém também um site,onde posta coisas sobre neurociência no cotidiano e curiosidades, o link é esse aqui.

Espero que gostem da indicação e me contem ai nos comentários se vocês bocejaram e se ficaram com vontade de ler o livro.

Beijos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião sobre o post ;)